Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 Arte
 Obras de Arte
 eva-rocha.zip.net
 National Geographic
 Flickr
 Fotografia
 Livros on line
 Pinacoteca
 Revista Caros Amigos
 livros teatro
 Dicas de filmes
 Dicas folclore brasileiro
 HQ


 
ECOSS DE MIM


  

Que a nossa capacidade de

Sonhar, Imaginar, Observar, Criar e de Amar

seja cada vez mais fértil, e que possamos

materializar ao menos parte de nossos sonhos.

 

(Lee - 24-11-2008)



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 18h08
[] [envie esta mensagem] []



Minha morada é o Universo!

Dedico meu patriotismo ao mundo!  

 

Orientar para a vida.

Aprender com cada Nação, cada fração, cada Ser.

Aprender também com as falhas, para não repeti-las.

Lutar pela evolução humana, lutar pela evolução da vida.

Onde estão as ciências sociais? Só se vêem técnicos a cada esquina!

Quero um canto com emoção,

um suor derramado com fervor,

um sorriso sincero.

Conte-me histórias meu caboclo.

Aconselhe-me meu pajé.

Por que não existem mais Sereias?

Chimarrão é mesmo de mate?

O que têm a dizer, crianças de Hiroshima?

O que têm a ensinar pessoas de todas as Nações?

Lá no morro da Rocinha, no morro do Alemão, e tantos outros,

tantos gritos esquecidos, tantos versos recusados. Hoje, lágrimas compartilhadas.

Ô menino! Ô menina! Ensinem-me a rodar peão.

Vou tirar o meu sapato, pra lhe acompanhar pela terra.

Não me importa teu cartão, se é de ouro, de prata ou cobre, quero mesmo

é uma boa prosa, um bom café no bule e um violão.

 

 
 

(Lee - 17/10/08 16:48h) 

 



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 22h04
[] [envie esta mensagem] []



A mesa 

 

A mesa imóvel no canto vazio da sala

Casa, sem porta, sem janela, sem eco,

de quatro paredes, teto e chão.

A casa, caixa, guarda

zumbidos, que causam trincas

na madeira da mesa.

Os sentidos são ofuscados

pelo Turbilhão de insetos invasores.

zlbwtrxjhrbafcgjahjhueh

jnskrhbhyvhvbehbfyjnhJ

Ainda bem

que existem

Cores e Flores.

 

(Lee - 15/10/08 15:28h) 



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 17h55
[] [envie esta mensagem] []



Ecoss de Mim

O pedaço da gravata
morde o pão de todo dia
a viagem que não sai
e nunca saiu
o espinho na garganta
enamorado pela lágrima
camuflada em um cisco
no canto do olho
o som padronizado,
simplificado e vazio
o escambo da alma
por um pedaço de trapo,
um copo de leite,
um amontoado de blocos
e muitas, muitas ilusões.
O eu que partiu sem avisar,
sem me avisar
é triste a partida, estando inerte.
Há ecos de mim...
há ... há... há... ecos de mim
há ecos... ecos... ecos
de mim... em algum lugar.

(Lee_Dhomunos_folha / 20/07/06)




Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h46
[] [envie esta mensagem] []



A mão de quem escreve,

                                        Não se descreve

 

 

Nós adoramos inventar datas comemorativas.

Tem o dia do Santo e o de todos os Santos.

Tem o dia de cada Profissional.

O dia do trabalho, não do trabalhador!

Dia de cada cidade.

Dia do país! Bom! Não sei não.

Do Planeta Terra, nunca ouvi falar, imaginem do Universo!

É, existem muitos dias com denominações,

alguns bastante lembrados pela mídia.

Existe também o nosso dia, isto é, NOSSO ANIVERSÁRIO!

Um dia que só é especial para nós, pois não temos nem mesmo uma folga por isso.

O dia dos Índios, que infelizmente não é feriado mundial.

Aliás, pelo que sei só há uma coisa capaz de parar o mundo: UMA BOLA.

O dia do Negro sei que existem algumas comemorações, nada mais.

O dia da Mulher, pra não passar em branco que tal algumas flores.

O dia dos Homens, tudo bem, depois de algumas reclamações dos mesmos,

Que mal há?

Entretanto, nesta História falta aquele que é o mais importante, o PROTAGONISTA “O SER HUMANO”, um Ser em extinção que em todas as páginas do livro da humanidade, escrito por suas próprias mãos JAMAIS foi reverenciado e JAMAIS esteve em 1º lugar de algum Ranking, este deveria ser DESCOBERTO, LEMBRADO E COMEMORADO a todo instante, e acrescento aí, o dia da FRATERNIDADE, O DIA DA VIDA e não os dias das bolsas de valores.

 

(Lee_Dhomunos_folha / 17/07/06 09:07h)



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h46
[] [envie esta mensagem] []



A terra árida
inspira o ar

escoado de almas
esquecidas

Há pegadas
de ferros e feridas
invisíveis a alguns dos sentidos

Nutrientes aos cães
de donzelas e donzelos!
Saudações às gravatas!
Meio fim aos sapatos furados!

A imaturidade caminha
livre, imponente, onipotente.
Galga estonteante a semear
sal e a estourar champanhas.

Um pacto de sangue
Derramo o meu, e de outrem
em prol da fluidez
tranquila, calma e azul de alguns.

Lee_Dhomunos_folha / maio 19:34h)




Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h45
[] [envie esta mensagem] []



Arco Íris

Onde fica o Arco Íris?
Terei eu, que vagar pelo espaço
em rajadas de ventos?

As marcas do Tempo
proliferam-se rapidamente

As cores distantes,
são apenas indícios.

Onde fica o Arco Íris?
Saberá o Coelho de Alice,
algo sobre seu paradeiro?
E o Pequeno Príncipe?
Onde estará Dom Quixote?

Kafka, alertou, Gregor se foi.
Por Telas, tecidos, paredes
encontra-se a imagem
de Carlitos, Incompreendido!

Grandes Revoluções
desfilam por passarelas
sob flashs e holofotes

Arco ÍRISSsss!!!
Estará você,
sempre lá atrás
do morro, depois das montanhas
e Alpes Suiços?

Estará você,
dentro de uma redoma,
num cofre a prova de flores?
Perdido no lixo,
quase sem cores.
Engolido por estruturas andantes?

Teria sido você,
Sequestrado,
Jamais encontrado,
ou
tem se Escondido?

(Lee_Dhomunos_folha 17/04/08 15:45h)



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h45
[] [envie esta mensagem] []



Mais um motivo


Mais um minuto
Mais um segundo que seja,
Mais um motivo
para usufruir da presença
que na ausência se faz
presente a dor
 
O ar que me falta,
direto na fonte me completa
Aqui! está frio e escuro
Frio e Escuro
 
Dentro em mim
lembranças e sonhos
Lembranças do possível
Sonhos do impossível
 
Minha voz me falha
e meu grito
se dissolve no silêncio
Reconheço.
 
Um ponto
Um conto
Uma vírgula
Um tempo, que não passa!
 
Sede de água
de gesto suave
de fluidez
de sonhos compartilhados
 
Há cores e flores
pincéis, tintas e lembranças
Meu pensamento divaga
por mar aberto
 
Mais um minuto
Mais um segundo
Mais um motivo
para usufruir da tua presença
que na tua ausência se faz
presente a dor.
 

(Lee_Dhomunos_folha 11:04h).



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h44
[] [envie esta mensagem] []



Reflexão

A automação humana é lamentável.

Quero sorrir; chorar; falar; dançar ou me calar!

Não quero tantas personas,

quero essências.

Quero a chuva, o sol ou o outono, a primavera.

 

O Ser humano é um paradoxo

linhas unificadas, tênues ou variáveis

Refletimos, expressamos o que nos originou

compomos a sua evolução.

 

Talvez sejamos mutantes, tal qual,

o concreto e o subjetivo.

Talvez, façamos parte

de uma metamorfose infinita.

Um casulo de mariposas e borboletas.

 

(Lee_Dhomunos_folha / 26-06-08)



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h44
[] [envie esta mensagem] []



Masmorras

Qual é o sentido em viver

no subsolo?

se a vida não se passa aqui.

As masmorras estão

por todo o território.

A busca pela liberdade plena

é cruel.

O jogo se inverte

e as correntes se tornam

inquebráveis.

 

(Lee_Dhomunos_folha / 04-07-2007)

 

 



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h43
[] [envie esta mensagem] []



Poemas & Crônicas

Narciso

Os ciclos estão se rompendo.

Os laços?

Talvez nunca tenham existido de fato.

 

A semente brota,

                 as folhas caem

Algumas se vão com o vento,

                                       outras... 

se destroem ou destroem.

 

Não dá pra passar pela vida

brincando de cabra cega.

Falácias se diluem na massa

                              a incorpora

 

Devassas

Devastam!

 

Nesta terra

a menina dos olhos teme

                          a si mesma.

 

Pessoas se assustam

com suas próprias ações

reflletidas em circunstâncias diferentes

 

Da água se fez o vinho

Do vinho se fará o sangue

para daí então, renovar-se em água.

 

A luz só virá

Quando os cristais

se quebrarem

Pois,

são muitos os narcisos.

 

 

(Lee_Dhomunos_folha / 19-07-07 08:07h



Escrito por Lee_dhomunos_folha às 20h42
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]